Tricotilomania – arrancar cabelo é doença e tem tratamento

facebooktwittergoogle_pluspinterest

A tricotilomania não se encaixa propriamente na categoria “queda” de cabelos, porque nesse caso os fios não caem: eles são arrancados. Trata-se de um comportamento compulsivo, muitas vezes associado a quadros de stress, depressão e ansiedade, que leva a pessoa a puxar e remover os fios do próprio cabelo.

Mão puxando fio de cabelo, ilustrando post sobre tricotilomania

O problema é mais comum – e perigoso – do que parece. Acredita-se que até 4% da população pode ser afetada (as mulheres são quatro vezes mais propensas a desenvolver o quadro do que os homens). Nos casos em que os fios arrancados são ingeridos (chamado de tricofagia), as complicações de saúde podem ser bastante severas, inclusive com risco de morte.

O perigo é ainda maior porque a maioria dos afetados sofre calada. O constrangimento de desenvolver áreas visíveis de calvície junta-se à vergonha de admitir que foi a própria pessoa que arrancou os fios, o que pode levar ao isolamento social e agravar ainda mais o problema.

Não é um hábito inofensivo, não é frescura, não é “pra aparecer”, não é falta do que fazer. Tricotilomania é coisa séria. E tem tratamento.

Como acontece

Não se sabe exatamente que fatores interferem no surgimento da tricotilomania. Algumas pessoas manifestam o comportamento desde crianças, outras passam a arrancar os fios após algum acontecimento importante, estressante ou traumático. Acredita-se que fatores genéticos também possam ter alguma influência no surgimento do distúrbio.

Apesar das associações frequentes com stress e ansiedade, em grande parte dos casos o comportamento aparece em situações entediantes ou de forma “automática”, como um hábito, sem muita atenção dirigida ao que se está fazendo (os fios são puxados distraidamente enquanto a pessoa estuda, assiste televisão, fala ao telefone ou lê um livro, por exemplo).

Em outras situações o tricotilomaníaco procura por fios dentro de um critério específico (numa área definida da cabeça, com uma textura ou comprimento determinados, que pareçam arrepiados ou fora do lugar, que sejam brancos ou mais claros/escuros que os demais). Muitas pessoas dizem sentir tensão e ansiedade, seguidos por um grande alívio ao arrancar os fios e, mais tarde, pela culpa por tê-lo feito – o que aproxima o quadro dos padrões observados em um vício.

Normalmente o comportamento se manifesta quando o indivíduo está sozinho, e nem sempre o alvo são os cabelos: os pelos de outras partes do corpo também podem ser arrancados (sobrancelhas, cílios, barba, etc).

Calvicie causada por tricotilomania

Caso severo de tricotilomania, em que grande parte do couro cabeludo foi tomada. (Imagem original: Robodoc -original uploader- de.wiki. Licensed under Public Domain via Wikimedia Commons)

O distúrbio é motivo frequente de constrangimento social, seja pelas críticas de familiares e amigos (que muitas vezes não entendem que o comportamento é um distúrbio, e não uma escolha simples e fácil de interromper), seja pelo impacto visual gerado quando as áreas de raleamento ou ausência total de cabelos ficam evidentes. É comum que o tricotilomaníaco tente esconder os sinais, seja usando lenços, chapéus ou outros artifícios para cobrir as áreas mais danificadas do couro cabeludo, seja deliberadamente arrancando fios de áreas diferentes da cabeça para distribuir o efeito e torná-lo menos perceptível.

Muitas pessoas “brincam” com os fios arrancados, enrolando-os nas mãos, analisando-os ou levando-os à boca, podendo até mesmo engolir os fios. Esse quadro é chamado de tricofagia, e pode levar a vômitos, dores abdominais, sangramentos internos e obstruções gastrointestinais severas, que às vezes exigem intervenção cirúrgica e podem até ser fatais se não forem devidamente diagnosticadas a tempo.

Os fios arrancados podem levar de alguns meses até muitos anos pra se recuperarem completamente (dependendo do comprimento do seu cabelo e da velocidade com que ele cresce). Se o trauma causado ao folículo for muito grande (o que pode acontecer especialmente com o arrancamento repetido dos fios durante muito tempo), pode ser que ele pare totalmente de produzir cabelo.

Encarando o problema

O primeiro passo é reconhecer o que está acontecendo. O indivíduo precisa aceitar a sua condição e entender que se trata de um comportamento compulsivo, sério e que requer tratamento.

Algumas pessoas tentam controlar o quadro por conta própria, mas é importante dizer que não conseguir parar sozinho não é um fracasso. Controlar um distúrbio apenas com a própria força de vontade pode ser possível, mas muitas vezes é o caminho mais difícil e mais sofrido. Pedir e aceitar ajuda podem ser os passos mais importantes para que alguém consiga finalmente dominar o problema.

Muitas pessoas procuram atendimento dermatológico para tratar de uma suposta queda de cabelos, mas se sentem envergonhadas de informar que foram elas mesmas que arrancaram os fios, o que pode levar a diagnósticos errados e tratamentos complicados, caros, com risco de efeitos colaterais sérios, e ainda por cima ineficientes, pois não tratam a causa real do problema. Se é o seu caso, lembre-se que mentir para o seu médico só acaba fazendo mal a você, e afastando ainda mais o dia em que você vai conseguir se tratar de verdade.

Tratamento

O tratamento considerado mais efetivo atualmente é a terapia cognitivo-comportamental, realizada por psicólogos especializados. Existem vários métodos dentro desta categoria, mas de maneira geral identificam-se os fatores que podem desencadear o impulso de arrancar os cabelos (horas do dia, acontecimentos, sensações, estados mentais, locais específicos, etc) e então são adotadas alternativas para abordá-los, substituindo a resposta automática de puxar os fios por comportamentos inofensivos.

Nos casos mais severos e associados a outros distúrbios é possível buscar tratamento psiquiátrico, com administração de antidepressivos, ansiolíticos e outros medicamentos relacionados, mas na maioria dos casos o tratamento psicológico já apresenta resultados bastante satisfatórios.

ATUALIZAÇÃO (14/11/2015) – Se você mora em São Paulo, pode procurar o PRO-AMITI, Ambulatório Integrado dos Transtornos do Impulso. É um serviço do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas que oferece atendimento especializado para tricotilomania. A dica foi dada pela leitora Sandra Nunes, nos comentários deste post (muito obrigado, Sandra!).

Para acelerar a recuperação das áreas calvas do couro cabeludo, uma possibilidade que pode ser avaliada com o dermatologista é o uso de minoxidil (em forma de loções, espumas ou cremes), para estimular os folículos na produção dos novos fios. Saiba mais sobre o minoxidil clicando aqui.

Se a área calva gerada pelo arrancamento dos cabelos for muito visível, é possível que uma prótese capilar seja uma boa solução para resolver o problema estético enquanto os fios naturais se recuperam. A peça pode ser adquirida no formato da área atingida, e os modelos que são fixados ao couro cabeludo com adesivos permitem que o usuário tenha uma rotina absolutamente normal (podendo nadar, se exercitar ou lavar os cabelos sem precisar retirar a prótese). Saiba mais sobre próteses capilares clicando aqui.

A participação em grupos de apoio, nos quais seja possível conviver e trocar experiências com outros que sofrem da mesma condição, pode ser uma experiência bastante positiva. Se você não encontrar algum na sua cidade, sempre existem as comunidades online (como o grupo S.O.S. Tricotilomania no Yahoo).

E você?

Você tem tricotilomania? Há quanto tempo luta contra o problema? Já tentou algum tratamento ou método para evitar o impulso de arrancar os cabelos? O que funcionou e o que não funcionou pra você? Conte pra gente nos comentários!

facebooktwittergoogle_pluspinterest
AVISO: As informações e opiniões publicadas pelo Chega de Queda! não possuem autoridade profissional e não devem ser interpretadas como aconselhamento médico. Nunca utilize qualquer medicação por conta própria. Consulte sempre o seu médico.
Comentários
  1. Gabriele Magalhaes
    • Chega de Queda!
      • Ana
        • Chega de Queda!
          • Angelita do Rocio Focke
          • Chega de Queda!
          • Tais
          • Chega de Queda!
        • Sandra Nunes
          • Chega de Queda!
        • Ana Flavia Cardoso
        • Deivid
      • Samara
        • Chega de Queda!
        • Ravb
          • Manuela
          • Jennifer e Manu
          • Andrea
      • Livia Simões
    • Joana
      • Nara
    • Ana Vitoria
      • Giulia
      • Jheniffer
      • Aline de Andrade Rocha
        • Salete Taborda
      • Gustavo
      • Adriana
    • Lorena
      • Adriana
    • Maria Eduarda
    • Myrella
  2. Lua
    • Mari
  3. Amish
  4. Eulayne
    • Chega de Queda!
      • A M
        • Chega de Queda!
          • Fabiana
        • Vania Cristina dos Santos da silva
  5. Karlota
    • Chega de Queda!
    • Lima
  6. Úrsula
    • Vanessa
      • Lili
  7. Suzana
  8. Anna Beatriz
    • Chega de Queda!
  9. Carol Santos
    • Chega de Queda!
    • Priscila
    • Leandro
  10. Elene
    • Chega de Queda!
    • Lu
      • Vera
  11. Ana Paula de Oliveira
    • Chega de Queda!
  12. Tamires
    • Chega de Queda!
  13. Fabricia Duarte Alexandre
  14. Mara
    • Chega de Queda!
    • Lu
  15. Ana
    • Chega de Queda!
      • Roberto
        • Chega de Queda!
    • Carol
  16. Ritinha Moraes
    • Chega de Queda!
  17. Camila
  18. Rubia
    • Chega de Queda!
    • Liliam
  19. Camila Gabriel
  20. Anna
  21. Luana Beatriz
  22. Marcela
  23. Fabricia Duarte Alexandre
  24. Thamy Batista
    • Chega de Queda!
  25. Keila
  26. Evelyn
    • Chega de Queda!
  27. Priscila
    • Angelica Mendes
  28. Beatriz
  29. Bia
    • Rayane Moreira
  30. Karol
    • Chega de Queda!
    • Camila
  31. Julia
    • Chega de Queda!
  32. Lucimar
  33. Larissa
  34. thayse
  35. Bia
    • Chega de Queda!
  36. Valéria
    • Chega de Queda!
  37. Lucielle
  38. Sthefany
  39. Valéria
  40. Descoberta
  41. Jonathan
    • Luan
  42. Luana
    • Chega de Queda!
  43. Victor
  44. Nathalia
  45. Camilla
  46. Bárbara
    • Chega de Queda!
  47. Patrícia
    • Chega de Queda!
    • Dina Maria Conte da Silva
  48. Lucas
  49. Carla
    • Chega de Queda!
  50. Nathalia
    • Chega de Queda!
  51. Mari
  52. Valéria
  53. Isa
  54. Lili
  55. Michaella
  56. FB
  57. Lili
    • Chega de Queda!
      • Lili
  58. Silvia Helena
  59. Maria Campos
  60. Mariana
  61. Raquel
  62. Laura
    • Chega de Queda!
  63. Cristina
    • Chega de Queda!
  64. Adriana
  65. Lays Ajyla
    • Marcela
  66. Marcela
  67. Alexandra
    • Chega de Queda!
  68. Maria Clara
    • Chega de Queda!
  69. Catarina
  70. Gis
    • Chega de Queda!
  71. Will
    • Chega de Queda!
  72. Keila
  73. Ivone
    • Chega de Queda!
  74. Fran Cavalcante
  75. Cindy Flor
  76. Letícia
  77. Não quero me identificar
  78. Vander
  79. Lis
  80. Lucineia
    • Chega de Queda!
      • Marcele
        • Chega de Queda!
  81. Beatriz
  82. Adriana
  83. Raíssa
  84. Eliana
  85. Daniel
  86. Nice
  87. Josiel Lopes
    • Chega de Queda!
  88. Lola
  89. Nath
    • Chega de Queda!
  90. Paloma
    • Juliane
  91. Lucia Helena
  92. Josineide
  93. Juliane
  94. Thalia
  95. Juliana
  96. Kassia
  97. Bruna
  98. Raisa
  99. Ariéli
  100. Giovana
    • Chega de Queda!
  101. Andréia Ferreira
  102. Rayane
  103. Lidiana
  104. Renata
    • Chega de Queda!
  105. Lima
  106. Andreia
  107. Stifani Souza
  108. Lucas Moura Gonçalves dos Reis
  109. Isabella
  110. Walleska
  111. Eliane Maria
  112. João
  113. Eugenia
    • Chega de Queda!
  114. Daiene
    • Chega de Queda!
  115. Thamila
  116. Alex
  117. Brenda
  118. Juliana
  119. Luiz Henrique
    • Eduardo Andrade
  120. Aléxia
  121. Ana Clara
  122. Patty
    • Chega de Queda!
  123. Andreia
  124. Lucas Moura
  125. Eduardo Andrade
  126. Ana
  127. Maria
    • Chega de Queda!
  128. Wemerson
    • Chega de Queda!
  129. Denise
  130. D.
  131. Isabella
    • Chega de Queda!
  132. Inês
  133. Yara
  134. Jaqueline
  135. Nina
  136. Julieane
    • Chega de Queda!
  137. Victóryã
    • Chega de Queda!
  138. Gabriel Rodrigues
    • Chega de Queda!
  139. Grazii
  140. Gabriel
    • Chega de Queda!
  141. Liliane Lima
  142. Sheila
    • Chega de Queda!
      • Sheila
  143. Naira
  144. Júlia
  145. Ciganinha
  146. Gabriel Lacerda
  147. Thais
  148. Maria Luiza Pires
  149. Carolina
  150. Ana
  151. Ana Paula Aparecida de Oliveira
  152. Arianne P
  153. Raiana
  154. Andrei
  155. Mágda
  156. Tatiane
  157. Fernanda
  158. Andréa Zuppini
    • Chega de Queda!
  159. Iara
  160. Lili
  161. Bethânya
  162. Filipe Regis
  163. Victor
  164. Elisangela
  165. Gleice
  166. Dayane
  167. Gabriela
  168. Ana
  169. Sonia Sueli de Souza
  170. Rayane
  171. Rayane
  172. Guilherme
  173. Michelle
  174. Fernando
  175. Thaís Andriele
  176. Heitor
  177. Heloísa
  178. Paulo
  179. Silvia
  180. Bêh
    • Selma
  181. Fernanda
    • Chega de Queda!
  182. Ana
  183. Gabriel Jawaad
  184. Queren Cris
  185. Vinícius Campos
  186. Andre
  187. Ale
  188. Rodrigo
  189. Giovana
  190. Raelly
  191. Patricia
  192. Paula
  193. Rosilane
    • Chega de Queda!
  194. Jaine
    • Jackeline
  195. Milena
  196. N. Barbosa
  197. Juliana
    • Chega de Queda!
  198. Anna
  199. Lorena
  200. Thiago
  201. Thais
  202. Raquel Soares
  203. Natalia
  204. Jackeline
  205. Andresa Souza
  206. Lucilene
  207. Tainah
  208. Maria
  209. Samara
  210. Maria Auxiliadora
    • Lu
  211. Carol
  212. Tatiane
  213. Aline
  214. Júnior
  215. Stefanny
  216. Maria Cristina
  217. Camila
  218. Natasha
  219. Luana
  220. Ayrton
    • jaine
  221. Beatrys Marques
  222. Friedrich
    • Chega de Queda!
  223. Anônima
    • Amelia
  224. Tarciana Barros
  225. Mariana
  226. Raphael
  227. Antunes
    • Brenda
  228. Brenda
  229. Iamercia
  230. Mel
  231. Lucas
  232. Nat
  233. Luísa
  234. K.C
  235. Fernanda Ferreira
  236. Gabriela
    • Chega de Queda!
      • Gabriela
  237. Juarez
  238. Fernanda Reis
  239. Cris Ferreira
  240. Barbara
  241. Maria V.
    • Larissa
    • Livia
  242. Juliana
  243. Vanessa Luz
  244. D
  245. Katiaria
  246. Tamires
  247. Larissa Teixeira
  248. Marina
  249. Larissa
  250. Livia
  251. Silvana
  252. Jessica Silva
  253. Ana
  254. Maxwell
  255. Anna Oliveira
  256. Amanda
  257. Tainá Santos
  258. Marcus Vinicius
  259. Letícia
  260. Cheuren
  261. Camila
  262. Sheila Santos
  263. Angélica
  264. Juliete
  265. Isleide Rocha
  266. Dyuli
  267. Anônimo
  268. Miro
  269. AMVT
  270. Anna Luiza
  271. Amanda
  272. Sara
  273. Manoel Silva
  274. Marcia Pereira
  275. Biel
  276. Anônimo
  277. Priscila
  278. Berenice
  279. Sara
  280. Fatima
  281. Juliana
    • Chega de Queda!
  282. SM
  283. Marcelo
  284. Gabriel Gomes
  285. Israel
  286. Breno
  287. Edna

Deixe seu comentário!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *