Saw Palmetto: fitoterápico para queda de cabelo

facebooktwittergoogle_pluspinterest

Saw Palmetto: fitoterápico para queda de cabelo

Os suplementos de saw palmetto (ou Serenoa repens, uma planta nativa da América do Norte) são normalmente utilizados na manutenção da saúde da próstata e do trato urinário, mas ganharam destaque na internet para uma finalidade diferente: combater a queda de cabelo (mais especificamente nos casos de alopecia androgenética).

A promessa é a de ser uma alternativa natural à finasterida, um dos principais medicamentos utilizados no tratamento da calvície genética. A principal vantagem seria a promoção de resultados tão eficazes quanto os obtidos com o remédio, porém com muito menos risco de apresentar os efeitos colaterais que afastam tanta gente do tratamento desse tipo de alopecia.

O que chamou a nossa atenção é que, além da prática popular, já existem estudos que dão força a essa promessa.

Vamos analisar o que o saw palmetto realmente oferece, tanto em termos de riscos quanto de benefícios, e investigar se ele pode ser mesmo uma boa alternativa de remédio natural para a queda de cabelo.

O que é saw palmetto?

Saw palmetto é o nome comum em inglês para uma pequena palmeira norte-americana de nome científico Serenoa repens (também citada em algumas fontes como Serenoa serrulata ou Sabal serrulata). Ela produz cachos de pequenos frutos que se tornam escuros ao amadurecer: é a partir dos frutos parcialmente secos que os extratos disponíveis no mercado são normalmente produzidos.

Floresta com palmeiras anãs (Saw Palmetto ou Serenoa repens)

Um dos nomes populares do Saw Palmetto (Serenoa repens) é “palmeira anã”: as da foto parecem arbustos em comparação com as árvores dessa floresta! (Foto original: Miguel Vieira)

Para que serve?

O saw palmetto é popularmente utilizado para uma infinidade de condições de saúde (desde resfriados, bronquite, asma e dores de cabeça até diabetes e problemas de fertilidade e libido), apesar de não existir comprovação científica sólida sobre a eficácia do produto nesses casos.

Mas a principal aplicação do extrato de saw palmetto atualmente é relacionada à saúde da próstata e do trato urinário inferior (que envolve a bexiga e a uretra). O produto é considerado o tratamento natural mais popular nos Estados Unidos para a hiperplasia prostática benigna (condição associada ao aumento do tamanho da próstata, que pode provocar problemas urinários), apesar de ainda não ser reconhecido como tal pela U.S. Food and Drug Administration (FDA, órgão que regula a comercialização de medicamentos nos Estados Unidos) – vamos entrar nessa questão daqui a pouco.

Como funciona?

Diversos estudos já indicaram que o extrato de saw palmetto poderia inibir a ação da enzima 5-alfa-redutase (que converte a testosterona em DHT – explicamos neste post como isso interfere nos quadros de calvície), além de agir como antagonista androgênico e estrogênico (competindo pelos receptores dos hormônios nas células, de forma parecida com a ação da flutamida) e ter função anti-inflamatória.

Alguns pesquisadores atribuem esses efeitos principalmente à combinação de vários ácidos graxos (como o ácido láurico, ácido mirístico e ácido oleico) e fitoesteróis (beta-sitosterol, campesterol e estigmasterol) presentes nos extratos (segundo este estudo, os extratos líquidos contêm as maiores concentrações dessas substâncias).

O que achamos intrigante é que um dos estudos chegou a reportar resultados tão bons com o uso do saw palmetto quanto com a finasterida (medicamento muito utilizado nos casos de hiperplasia prostática benigna, considerado atualmente um dos principais remédios no combate à alopecia androgenética).

A melhor parte: algumas dessas pesquisas (links em inglês: 1, 2, 3) sugerem que o saw palmetto seria capaz de promover estes benefícios sem causar alterações significativas na função sexual dos pacientes – uma enorme vantagem, considerando que várias pessoas evitam ou abandonam os demais medicamentos exatamente por conta desses efeitos colaterais.

Embalagem de Propecia (finasterida) e comprimidos

Apesar de ser um dos principais tratamentos disponíveis atualmente para o tratamento da calvície genética, a finasterida enfrenta bastante resistência devido aos efeitos colaterais que pode provocar – para ler o nosso post completo sobre este medicamento, clique aqui. (Imagem original: Nick Gray (Flickr) [CC BY-SA 2.0], via Wikimedia Commons)

Porém, apesar de serem bastante promissores, os resultados obtidos até hoje ainda são considerados insuficientes para determinar com certeza a eficácia do saw palmetto. Muitos dos benefícios do produto foram demonstrados em estudos in vitro, mas ainda não foram replicados in vivo (diretamente no organismo), por exemplo.

Além disso, como não existe padronização na produção dos extratos (cada fabricante faz de uma forma diferente, e a composição dos produtos pode variar enormemente), não dá pra afirmar que os resultados obtidos com uma amostra serão replicados por todas as variedades disponíveis no mercado.

Outro ponto é que o foco da maioria dos estudos é o efeito observado na próstata e no trato urinário inferior: ainda não existem muitas pesquisas investigando a ação da substância especificamente nos folículos capilares, nem com formulações tópicas (que em teoria poderiam reduzir a absorção sistêmica do produto, direcionando a sua ação apenas para os fios das áreas tratadas) – um dos motivos pelos quais a Anvisa não permite a adição de saw palmetto a fórmulas de cosméticos, perfumes e outros itens de higiene pessoal.

Funciona mesmo?

Nas diversas avaliações de usuários disponíveis pela internet, muitos dizem ter tido efeitos positivos com os extratos de saw palmetto tanto para condições relacionadas à próstata e a problemas urinários quanto para outras ocorrências (como no controle da acne ou na função sexual).

Quanto aos efeitos na queda de cabelo, os relatos são controversos. Já vimos várias pessoas dizendo que observaram bons resultados (inclusive gente que tomava o extrato por outro motivo e diz ter notado a recuperação de cabelos que haviam parado de crescer há muito tempo), mas também existem muitos relatos de usuários que não notaram nenhum efeito.

É importante lembrar que quando avaliamos esse tipo de depoimento não dá pra determinar em quais casos houve resultado por conta da ação do produto ou de algum efeito placebo, ou se quem não observou resultados tinha outros problemas de saúde que precisavam de tratamentos diferentes, por exemplo. Por isso é sempre bom avaliar essas informações com cautela.

Existem contraindicações?

Apesar de o extrato de saw palmetto ter sido considerado bastante seguro na grande maioria dos estudos, existem vários alertas importantes que devem ser feitos antes de começar a usar o produto.

A Associação Americana de Urologia (AUA) publicou uma declaração destacando que vários dos sintomas apresentados no trato urinário inferior são provocados por doenças sérias (inclusive alguns tipos potencialmente perigosos de câncer). Como o saw palmetto pode promover alguma melhora nestes sintomas, é possível que o paciente acabe não procurando atendimento médico, o que pode atrasar o diagnóstico e prejudicar imensamente o tratamento e as chances de cura.

Além disso, a declaração da AUA afirma que como a composição dos extratos varia imensamente, não existem dados suficientes para garantir a segurança de cada extrato individualmente (principalmente considerando as possibilidades de interação medicamentosa ou os efeitos em pacientes com outros problemas de saúde).

Com essas informações em mente, a gente aconselha que você só faça uso do saw palmetto com orientação de um médico, e não deixe de informá-lo sobre todos os medicamentos, suplementos e outros produtos que você utilize regularmente ou tenha usado recentemente, além de qualquer problema de saúde que você apresente.

A recomendação da Anvisa é de que todos os pacientes passem por uma avaliação médica para descartar qualquer suspeita de câncer de próstata e problemas no trato urinário ou nos rins antes de iniciar o uso do produto, e que mantenham o acompanhamento médico regular durante todo o tratamento.

comprimidos sobre folha de planta

Esqueça aquele papo de que “o que é natural não faz mal”: os medicamentos fitoterápicos devem ser tratados com o mesmo cuidado e seriedade que todos os demais, e podem causar efeitos colaterais sérios se utilizados de maneira incorreta.

Além de ler as informações do produto antes de adquiri-lo para identificar componentes aos quais você possa ser alérgico ou ter alguma hipersensibilidade, é importante prestar atenção a algumas restrições mais específicas:

  • O saw palmetto é contraindicado para crianças e mulheres (principalmente durante a gravidez e a amamentação). Alerta especial pra quem faz uso de anticoncepcionais, terapia de reposição hormonal ou outros tratamentos que envolvam hormônios: como o saw palmetto pode interferir nas funções de alguns hormônios e diminuir a ação deles no organismo, os efeitos desses medicamentos podem ficar comprometidos ou precisar de algum reajuste na dosagem.
  • Quem já faz uso da finasterida ou de outros medicamentos para a hiperplasia prostática benigna também deve informar isso ao médico antes de começar a utilizar o saw palmetto, uma vez que as duas substâncias podem ter efeitos similares.
  • O produto também pode retardar a coagulação sanguínea e potencializar os efeitos de medicamentos com ação anticoagulante (como aspirina, diclofenaco, ibuprofeno, naproxeno, heparina, varfarina, entre outros, incluindo produtos naturais como o gingko biloba, por exemplo). Por causa desse efeito, é recomendado suspender o uso do saw palmetto algumas semanas antes de passar por procedimentos como cirurgias, em que possa haver sangramento.

Resumindo: você tem qualquer problema de saúde, vai passar por algum procedimento médico, está tomando remédio, pílula, suplemento, vitamina? Converse com o seu médico antes de tomar saw palmetto. Não tem nenhuma dessas restrições? Converse com o seu médico assim mesmo.

Precisa de receita médica pra comprar saw palmetto?

No Brasil sim, em alguns outros países (como nos Estados Unidos) não.

Explicamos a diferença: você pode reparar que as embalagens importadas dos produtos que contêm saw palmetto divulgam os benefícios no “suporte à saúde e funcionamento normal da próstata”, mas nunca dizem que o produto trata a hiperplasia prostática benigna, a calvície ou qualquer outro problema de saúde.

Isso acontece porque nos Estados Unidos esses produtos são vendidos como suplementos nutricionais. Se algum deles alegar qualquer efeito medicamentoso (sugerindo que possa ser utilizado como tratamento para algum problema de saúde), ele passa a estar sujeito à regulação da FDA para remédios, que requer uma série de estudos comprovando a sua eficácia e segurança (até hoje nenhum fabricante de derivados do saw palmetto cumpriu os critérios para obter esta licença no país).

Aqui no Brasil, esses produtos são classificados como fitoterápicos (medicamentos feitos a partir de uma planta medicinal) e devem ter registro na Anvisa / Ministério da Saúde para serem comercializados (isso vem indicado na embalagem com a sigla MS e uma sequência de 9 ou 13 números, sempre começando com o número 1).

As farmácias de manipulação também podem produzir fitoterápicos: nesse caso eles não precisam do registro. Mas seja industrializado ou manipulado, a venda do produto é sob prescrição médica (de acordo com a Resolução-RE 89 de 16 de março de 2004, da Anvisa).

Por sinal, vale destacar que a bula padrão da Anvisa para a Serenoa repens prevê o seu uso apenas no tratamento da hiperplasia benigna da próstata e sintomas associados, ou seja, o uso do produto para tratar casos de queda de cabelo é considerado off label (ou “fora da bula”): nesses casos, o tratamento acontece por conta e risco do médico que o receitar (para saber o que a Anvisa diz sobre essa prática, clique aqui).

Qualquer que seja a forma de aquisição do produto (importado ou nacional, apresentando receita médica ou não), a nossa recomendação é de que você sempre consulte o seu médico.

Quais os possíveis efeitos colaterais do saw palmetto?

Segundo a Anvisa, o saw palmetto pode causar náuseas, dor abdominal, distúrbios gástricos, constipação e diarreia (e em casos raros hipertensão, diminuição da libido, impotência sexual, dor de cabeça e retenção urinária). O seu médico deve ser informado sobre qualquer reação que você venha a apresentar com o uso do produto.

Como tomar?

Como os produtos têm apresentações e concentrações diferentes, o uso deve ser orientado pelas instruções de cada fabricante, na bula do produto (o seu médico pode determinar uma posologia diferente da indicada na embalagem).

Onde comprar?

Você pode encontrar o saw palmetto em drogarias, farmácias de manipulação e lojas de suplementos e produtos fitoterápicos. As lojas virtuais apresentam a comodidade de adquirir os produtos sem sair de casa, mas nesse caso é preciso calcular se mesmo com o frete o preço se mantém competitivo em relação às outras opções.

Além das variedades nacionais industrializadas (uma das mais conhecidas é o Prostatal, fabricado pela Herbarium) e manipuladas, existem no mercado inúmeros produtos importados (de marcas como GNC, BioveaNewton-Everett Biotech, entre várias outras).

Muitas empresas brasileiras trabalham com produtos importados, mas algumas pessoas preferem adquirir seus produtos diretamente no exterior quando viajam ou através de sites estrangeiros. Pode ser uma boa se você entende bem o inglês e tem cartão de crédito internacional, mas também é preciso considerar as taxas e impostos.

Além disso, os medicamentos e alimentos vindos do exterior estão sujeitos a passarem pelo controle sanitário ao entrar no Brasil. A Anvisa libera desse procedimento os produtos que sejam adquiridos para uso próprio (você pode precisar apresentar a receita médica em alguns casos para comprovar esta finalidade) e não contenham substâncias de uso não autorizado no país. Para saber mais sobre as regras da Anvisa para entrada de medicamentos importados no Brasil, clique aqui.

Quanto custa?

Os preços do saw palmetto variam bastante de acordo com o tipo de extrato (seco ou oleoso), a concentração do produto, a mistura com outros componentes, a quantidade por embalagem e o fabricante (principalmente entre os nacionais e importados).

Já vimos desde fórmulas manipuladas por valores aproximados de R$ 30,00 (com 30 cápsulas) até compostos importados com custo acima dos R$ 250,00 (com 600 comprimidos). As lojas (físicas e virtuais) costumam fazer promoções e descontos periódicos, então é importante pesquisar bem antes de comprar.

Em tempo: você deve adquirir o produto sempre na concentração determinada pelo seu médico e na quantidade equivalente à duração do seu tratamento. Nada de fazer adaptações por conta própria em função de preço ou de qualquer outro critério, ok? Encontrou uma versão mais barata, misturada com outros compostos ou em concentração um pouco diferente da que o seu médico determinou? Converse com ele antes de adquirir o produto e só utilize se ele autorizar.

Vale a pena usar o saw palmetto?

Apesar de ainda serem necessários mais estudos para que ele seja oficialmente reconhecido como tratamento para a alopecia androgenética, vários médicos no Brasil e no mundo todo já têm indicado o saw palmetto em alguns casos, principalmente quando há alguma restrição ao uso da finasterida.

A perspectiva de um tratamento mais natural, com bom perfil de segurança e que possa trazer menos riscos de efeitos colaterais sérios é bastante animadora, mas é fundamental que antes de testar o saw palmetto você esteja ciente de que:

  • As pesquisas atuais ainda não são consideradas 100% conclusivas em relação aos benefícios do produto para a queda de cabelo (ou seja, a eficácia do saw palmetto nesses casos não é totalmente comprovada);
  • O fato de se tratar de um produto natural não significa que ele é isento de riscos ou contraindicações, e portanto ele deve ser tratado com tanta atenção e cuidado quanto qualquer outro medicamento;
  • O uso do saw palmetto para queda de cabelo ainda é considerado off label, portanto a responsabilidade sobre o tratamento é totalmente do médico que o prescrever.

Se você entende e aceita essas condições, o primeiro passo para experimentar o saw palmetto é ter uma conversa com o seu médico. Pondere com ele os prós e contras, exponha as suas preocupações, tire todas as dúvidas antes de começar e se comprometa a fazer um acompanhamento regular da sua saúde durante todo o período de uso do produto.

Afinal de contas, por mais promissor que um novo tratamento possa ser, a sua saúde e segurança devem ser sempre levadas a sério e colocadas em primeiro lugar.

Perguntas pra você:

Você já utilizou algum produto com extrato de Serenoa repens? Como foi a sua experiência? Deixe um comentário contando o seu relato ou enviando as dúvidas que não tenham sido respondidas neste post.

facebooktwittergoogle_pluspinterest
AVISO: As informações e opiniões publicadas pelo Chega de Queda! não possuem autoridade profissional e não devem ser interpretadas como aconselhamento médico. Nunca utilize qualquer medicação por conta própria. Consulte sempre o seu médico.
Comentários
  1. Amilton BP
    • Chega de Queda!
    • Fernando Soares
      • San
  2. Sérgio Augusto Pereira
    • Chega de Queda!
  3. Hiram
    • Chega de Queda!
    • Anderson
      • Wallace
    • Rachell
  4. Renato Archer
  5. Hortênsia
    • Chega de Queda!
  6. Claudio
  7. Paul
    • Chega de Queda!
    • Devanir
      • Raimundo
      • Marcos
        • Chega de Queda!
        • Jose Almeida de Lima
  8. Carlos
    • Chega de Queda!
  9. Mauricio Alves Gomes
    • Chega de Queda!
  10. Ademir Volpe Furtado
    • Chega de Queda!
  11. Jandir Mesquita
    • Chega de Queda!
    • Lorena
    • Godo
  12. Paulo Salles
    • JT
  13. Jr!
    • Chega de Queda!
  14. Andre
    • Chega de Queda!
  15. Sandro
    • Chega de Queda!
  16. Andre
  17. Roberto
    • Chega de Queda!
  18. Flavia
    • Chega de Queda!
  19. Andre
  20. Rafa
    • Chega de Queda!
  21. Rafa
    • Chega de Queda!
    • Alex
  22. Andre
    • Chega de Queda!
  23. Cassio
  24. Evandro Carlosmagno
    • Chega de Queda!
  25. Leo
  26. Jeferson
  27. Joao
    • Chega de Queda!
  28. Leandro Carlos
    • Chega de Queda!
  29. Daniela
    • Chega de Queda!
  30. Evandro Carlosmagno
    • Chega de Queda!
  31. Morisa
    • Chega de Queda!
  32. Hildo Pereira
    • Chega de Queda!
  33. Marcos
    • Chega de Queda!
  34. Jacqueline
    • Chega de Queda!
  35. Eder
  36. Luiz PF
    • Chega de Queda!
  37. Lauro
    • Chega de Queda!
      • Lauro
        • Luiz
  38. Fabiana
    • Chega de Queda!
  39. Ana
    • Karen
  40. Jackeline
    • Chega de Queda!
  41. Ricardo

Deixe seu comentário!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *