O Chega de Queda! existe para ajudar você a se informar sobre os assuntos relacionados à queda de cabelo: os diferentes tipos de queda, possíveis causas, opções de tratamento e soluções estéticas disponíveis no mercado, etc.

O que a gente faz:

Pesquisamos como loucos, levantamos toda a informação que conseguimos encontrar e apresentamos de forma clara e completa pra você :)

O conteúdo do site é apurado a partir de consulta a fontes nacionais e internacionais, que podem incluir laboratórios, fabricantes, fornecedores, profissionais, órgãos reguladores e consulta a pesquisas e estudos publicados sobre os assuntos abordados, além de bulas, embalagens e instruções de uso de produtos, suplementos ou medicamentos.

As referências consultadas são sempre mencionadas nos posts (se você não encontrar alguma, entre em contato e a gente informa sem problemas).

O que a gente não faz:

Não oferecemos aconselhamento médico ou profissional de qualquer natureza

A nossa equipe não é composta por profissionais da medicina ou de qualquer área relacionada à saúde. E ainda que fosse, nem mesmo os sites que são mantidos por equipes de médicos e especialistas podem oferecer consultoria médica remota (como por telefone ou pela internet) em substituição à consulta presencial. Essa prática é proibida pelo Conselho Federal de Medicina.

Isso não é apenas uma burocracia, uma regra sem sentido ou uma conspiração para dificultar o acesso ao atendimento médico: sem examinar o seu caso e observar de perto a condição do seu cabelo e couro cabeludo, um médico simplesmente não tem acesso a todas as informações de que precisa para opinar sobre o seu caso.

Nem mesmo um relato completíssimo, com todo o histórico da queda de cabelo, fotos, vídeos ou outros recursos seria capaz de dispensar a consulta presencial. Pode ser que o médico considere importante algum aspecto que nem você mesmo tenha notado, ou que requeira exames mais específicos para detectar, por exemplo.

As informações e opiniões publicadas pelo Chega de Queda! (seja nos conteúdos postados no site, nas respostas publicadas na área de comentários ou nas redes sociais) não possuem autoridade profissional, não devem ser interpretadas como aconselhamento médico e não substituem em hipótese alguma a necessidade de consultar-se com o seu médico para avaliar o seu quadro específico.

Você não deve utilizar as informações publicadas aqui para diagnosticar ou tratar qualquer problema de saúde por conta própria. O Chega de Queda! não se responsabiliza pela eficácia e segurança de quaisquer produtos ou tratamentos mencionados em suas publicações, bem como pela ocorrência de quaisquer efeitos colaterais decorrentes do uso de tais produtos ou tratamentos.

Nós não podemos determinar o motivo pelo qual o seu cabelo está caindo, interpretar os seus exames ou sintomas, dizer que produto você deve utilizar nem opinar sobre o tratamento que o seu médico te receitou. Só o seu dermatologista pode diagnosticar e tratar a sua queda de cabelo.

Não apoiamos a prática da automedicação

Vários dos produtos e tratamentos sobre os quais o Chega de Queda! escreve requerem prescrição médica, e a gente sempre avisa quando é esse o caso. A função desses artigos é ajudar você a se informar sobre estes produtos, nunca incentivar que você os utilize por conta própria. Sempre batemos nessa tecla, mas nunca é demais lembrar: a automedicação pode trazer sérios riscos à saúde.

Não interessa se a farmácia perto da sua casa vende medicamento tarja vermelha e não pede receita (o estabelecimento que faz isso está sujeito a advertência, interdição, cancelamento da licença e multa, por sinal), nem se alguém da sua confiança garantiu que “pode usar que não dá nada”, nem se você acha que o medicamento parece inofensivo (até mesmo algumas vitaminas podem causar problemas quando em excesso no organismo). Valorize a sua saúde. Jamais utilize qualquer medicação por conta própria. Consulte sempre o seu médico.

Não fazemos publicidade oculta de qualquer produto ou serviço

O Conselho Nacional de Autorregulação Publicitária – CONAR (Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária, Capítulo II, Seção 6) e o Código de Defesa do Consumidor (Lei nº 8.078/1990, Capítulo V, Seção III) determinam que toda publicidade deve ser claramente identificada como tal.

Isso significa que, se alguém recebe qualquer tipo de pagamento para produzir um post sobre um determinado produto ou serviço, por exemplo, o leitor tem o direito de saber. Os sites que descumprem essa regra e fazem publicidade não identificada estão agindo contra a lei.

O Chega de Queda! repudia a veiculação de qualquer tipo de publicidade não identificada. Quaisquer conteúdos que venham a ser associados à realização de pagamentos ou patrocínios serão sempre claramente sinalizados.

Se um post não inclui nenhum aviso a respeito disso, significa que ele foi produzido de forma independente, por iniciativa própria e demanda dos leitores do site, sem nenhuma remuneração ou compensação advinda de fabricantes, distribuidores, agências de publicidade ou qualquer outra entidade.

Não indicamos profissionais ou estabelecimentos específicos

Muita gente nos procura solicitando indicações de dermatologistas, nutricionistas, psicólogos, cirurgiões, cabeleireiros, clínicas ou drogarias em sua cidade ou região. O Chega de Queda! não conhece o trabalho dessas pessoas ou organizações e não tem como recomendar profissionais ou estabelecimentos específicos.

Não representamos laboratórios, fabricantes ou distribuidores de medicamentos, suplementos, cosméticos ou outros produtos

Reclamações sobre um produto ou serviço, solicitações comerciais ou quaisquer outros contatos devem ser feitos diretamente com a empresa responsável. O Chega de Queda! não está associado a nenhuma dessas organizações, não fala em nome delas nem faz intermédio do contato entre elas e o público.

Como utilizar a seção de comentários

As áreas de comentários dos posts e das nossas redes sociais são espaços abertos para a participação dos leitores, que podem manifestar opiniões, oferecer informações, fazer perguntas, publicar depoimentos e estender a discussão sobre temas abordados em cada publicação.

Para que esses espaços se mantenham úteis, acessíveis e agradáveis a todos os usuários, as regras expostas a seguir devem ser sempre observadas. Os comentários que não se enquadrem nesses termos podem ser vetados (parcial ou totalmente).

Todos os comentários enviados para o site passam por moderação antes de serem publicados. Como o volume de comentários que recebemos diariamente é grande, é possível que o seu comentário leve alguns dias para se tornar disponível no site (não é preciso pedir para que o comentário seja respondido, nem adianta alegar urgência ou solicitar resposta por telefone ou e-mail).

Se algum comentário que você enviou atende a todos os quesitos e ainda assim não foi publicado, ou se você encontrou algum comentário publicado que viola as nossas regras, entre em contato conosco.

Estão sujeitos a serem recusados os comentários:

Que contenham linguagem ofensiva ou ataques pessoais

Não ofenda, não ataque, não faça acusações levianas, não use linguagem chula e obscena, não ridicularize a opinião alheia, não seja irônico nem preconceituoso no seu comentário. Você é livre para discordar de outros leitores ou da equipe do site, desde que saiba manifestar a sua opinião de forma educada e respeitosa. Não é necessário ofender ninguém para expressar o que você pensa.

Solicitando opiniões sobre doenças ou tratamentos pessoais

Perguntas como “por que meu cabelo está caindo?”, “o que devo usar?”, “o que vocês me recomendam?” e similares não podem ser respondidas pela nossa equipe. Como dissemos, o Chega de Queda! não oferece aconselhamento médico ou profissional de qualquer natureza. O propósito do site é fornecer informações sobre os diversos temas relacionados à queda de cabelo, não avaliar os casos específicos dos leitores (a pessoa com quem você deve ter essa conversa é o seu médico, ok?).

Incentivando o autodiagnóstico, a automedicação ou oferecendo aconselhamento médico remoto

Como também já foi dito, o Conselho Federal de Medicina proíbe a realização de consultoria médica remota (como por telefone ou pela internet). Isso também vale para os usuários da seção de comentários do site. Seja médico ou não, você não deve tentar realizar diagnósticos, recomendar medicamentos ou indicar qualquer alteração no tratamento de outro leitor através dos comentários.

Dermatologistas, nutricionistas, endocrinologistas, psicólogos e outros profissionais da área da saúde podem (e devem, sempre que desejarem!) contribuir com informações sobre os assuntos tratados nos post, mas sempre que se identificarem profissionalmente devem oferecer seu nome e código de registro profissional. Nesses casos, a gente sugere que entrem em contato conosco por e-mail (se autorizada, a contribuição do profissional pode inclusive vir a ser incorporada ao conteúdo do post). Alegações de autoridade médica ou profissional não identificada (comentários anônimos de pessoas dizendo serem médicas, por exemplo) não serão aceitas.

Fazendo perguntas que já foram respondidas no post ou em outros comentários

Se você não houver encontrado a resposta para a sua pergunta, faça uma busca na página: os navegadores normalmente têm campos de pesquisa (acionados pelo comando ctrl+f) onde você pode inserir uma palavra-chave relacionada à sua dúvida para ver se ela já foi mencionada (exemplo: “anticoncepcionais”).

Que fujam do assunto do post

Comentários sobre assuntos não relacionados ao post acabam desviando a discussão e atrapalhando quem está procurando mais informações sobre o tema em questão. Você pode utilizar o menu superior ou o campo de busca e as tags no menu à direita do site para localizar o post sobre o assunto que você pretende tratar.

Muito extensos

Além de serem mais difíceis de ler, os comentários muito grandes podem acabar deixando o carregamento da página mais lento (o que atrapalha todo mundo que tenta acessá-la no futuro). Seja breve, resuma ao máximo o seu comentário e inclua apenas as informações essenciais para dizer o que você precisa.

Com conteúdo repetido

Seu comentário pode ficar retido durante alguns dias até ser liberado pela moderação. Postar o mesmo comentário novamente, no mesmo post ou em outros, não faz com que ele seja aprovado ou respondido mais depressa. As mensagens repetidas serão apagadas.

Contendo ou solicitando endereços, telefones ou outras informações pessoais

Seus dados pessoais podem ser utilizados por pessoas desonestas para uma série de propósitos, que vão desde te importunar com spam e publicidade não solicitada até riscos mais sérios, como roubo de identidade. Nunca inclua seu número de telefone, endereço, dados de cartões de crédito, número de documentos ou qualquer outra informação pessoal nos seus comentários. Para preservar a segurança dos nossos leitores, esses dados serão suprimidos das mensagens publicadas.

O e-mail que você insere ao enviar um comentário não é publicado no site. Você pode indicar um e-mail ou link para perfil em alguma rede social no corpo do comentário (ou no campo “website“), caso queira deixar uma referência para outros leitores entrarem em contato com você, mas ainda assim gente recomenda muita cautela (não utilize e-mails de trabalho ou compartilhe muitas informações pessoais nos seus perfis sociais, por exemplo). Lembre-se que o conteúdo do site é público e os dados que constarem no seu comentário estarão disponíveis para todo o mundo ver.

O Chega de Queda! não age como intermediário do contato entre leitores. Não enviamos mensagens de um leitor para outro, nem revelamos os endereços de e-mail utilizados para a postagem dos comentários.

De teor publicitário (explícito ou não), que visem a promoção de produtos, serviços ou canais de comunicação, spam e tentativas de inserir links para outros sites

Você pode incluir um website ao fazer um comentário, mas se a moderação achar que o comentário tem o propósito único de inserir um link para publicidade, SEO e afins, ele pode não ser aceito. Se isso acontecer, tente enviar o comentário novamente, porém sem incluir o website.

Em caixa alta ou com erros de digitação, ortografia ou gramática que impossibilitem a compreensão da mensagem

Escreva com cuidado a sua mensagem, leia novamente o que escreveu antes de publicar e confira se o texto está compreensível. Pequenos erros de digitação podem ser corrigidos pela moderação, mas comentários com erros que comprometam o entendimento da mensagem serão recusados.

Com cópias de artigos de outros sites

Você pode (e deve!) citar as fontes das informações que quiser incluir no seu comentário, mas não deve copiar e colar na íntegra esses conteúdos, nem inserir trechos sem dizer de onde vieram.

Superficiais, vagos ou que não acrescentem à discussão

Aqui se encaixam comentários como “legal”, “não gostei”, “vou testar”, correções superficiais a comentários alheios, repetição de argumentos que já foram apresentados antes, entre outros.

Outros avisos importantes:

  • A seção de comentários de um post pode ser fechada caso atinja uma quantidade muito grande de mensagens (para não deixar a página muito pesada e prejudicar o seu carregamento).
  • Tenha cautela e senso crítico ao avaliar os comentários publicados. Apesar de adotarmos todas as regras acima, não temos como garantir a identidade e honestidade de todas as pessoas que enviam comentários para o site. Nós não nos responsabilizamos pelas informações e opiniões enviadas pelos leitores, nem pelas possíveis consequências de quaisquer ações ou decisões baseadas nesses comentários. Lembre-se que o Chega de Queda! existe para ajudar você a se informar, não para se autodiagnosticar ou se automedicar. Na dúvida, consulte sempre o seu médico.
  • O único endereço de e-mail que utilizamos para entrar em contato com os nossos leitores é o contato@chegadequeda.com.br. Fique sempre atento aos e-mails que receber, verifique o endereço do remetente, não forneça informações pessoais nem clique em links ou anexos de e-mails suspeitos.
  • As regras de uso do site e da seção de comentários podem ser atualizadas ao longo do tempo, sem aviso prévio.